The Blog

Os melhores livros clássicos de literatura em português

- 0 Comment. in Blog

A literatura portuguesa, ao contrário da literatura italiana e alemã, conseguiu deixar o continente europeu, mas, ao contrário da inglesa e da espanhola, não se espalhou por tudo o mundo. As principais sociedades que falam português no mundo, e do qual procedem 99% dos livros em língua portuguesa, são Brasil e Portugal, e delas surgiram os principais autores e os melhores livros no idioma português.

No entanto, a literatura portuguesa também tem o seu cânone de clássicos, por assim dizer, e seu repertório de autores clássicos. Assim como a Itália tem Dante, Alemanha tem Goethe, o Reino Unido tem Shakespeare, a França tem Molière e a Espanha tem Cervantes, Portugal tem Luis Vaz de Camões.

Como nas outras línguas, é difícil estabelecer quais são os melhores autores e ainda mais difícil determinar quais de suas obras são as melhores. Embora a obra  fundamental da literatura portuguesa seja “Os Lusiadas” (1572), há uma série de obras maravilhosas e inesquecíveis, que, infelizmente, foram esquecidas em muitos casos.

Mas vamos listar os melhores livros clássicos da literatura em português:

Quais são os melhores livros clássicos de literatura em português?

Os Lusiadas,de  Luis Vaz de Camões:

É a obra mais importante no idioma português, escrita em 1572, é um poema épico em versos que gira em torno de uma expedição para o Oriente na era dos descobrimentos.

Poesias, Manuel María Barbosa de Bocage:

Bocage não tem um livro como Camões, ele sempre escreveu durante sua vida, sua maior temporada literária, seus últimos 20 anos, ele tem inúmeros sonetos e poemas que foram posteriormente recolhidos.

A Brasileira de Prazins, de Camilo Castelo Branco:

Um clássico da literatura portuguesa. Totalmente em sintonia com outros romances de sua época de outros países europeus. Aqui, Castelo Branco sabe combinar muito bem o romanticismo e o realismo, fazendo uma historia que não deixa de ser realista apesar de ser um exemplo do romanticismo português.

Os Maias, de Eça de Queiroz:

Eça de Queiroz foi  um iluminista de sua época. Não obstante, deixou uma obra muito boa chamada “Os Maias”, que é um romance sobre a decadência de uma família aristocrática portuguesa; são três gerações de Maias que vão desde o patriarca da família, Alfonso de Maia, até Carlos de Maia, o neto boêmio.

Memorias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis:

Machado de Assis é o romancista brasileiro por excelência, um dos maiores nomes da literatura em português de todos os tempos, sendo ele do Novo Mundo, escreveu com uma graça e habilidade própria dos europeus de sua época. Memórias Póstumas de Brás Cubas é um romance experimental muito influenciado por Lawrence Sterne.

Leave a Comment

Seu e-mail não será publicado.

Assine nossa newsletter!