The Blog

Que foi o movimento de Oxford?

- 0 Comment. in Blog

O anglicanismo teve uma espécie da “Reforma” no século XIX que procurava a restauração dos valores anglo-católicos do século XVI, em oposição ao laicismo liberal e ateu prevalecente do século XIX . O nome dessa iniciativa foi O movimento de Oxford.

O movimento de Oxford nasceu no ano de 1833 e esteve ativo até 1845, no Oriel College, Faculdade de Oxford, onde eram professores seus três fundadores: John Keble, John Henry Newman e Richard Hurrell Froude; tempo depois também aderiu  E. B. Rusey, professor de hebreu e membro da Christ Church.

cardenal-john-henry-newman-movimento-do-oxford-convertidos-literaruos

De seus três fundadores, o artífice principal de toda esta nova reforma conhecida como o movimento do Oxford, foi John Henry Newman, teólogo anglicano, mais tarde católico. Ele foi influenciado por um famoso sermão de 1833, de John Kebler, também teólogo anglicano, além de poeta. O sermão, National Apostassy, era uma critica forte ao novo rumo que tomou a relação Igreja-Estado em princípios do século XIX.

Os membros do movimento de Oxford tentaram demonstrar que a Igreja Anglicana clássica era a Igreja original de toda a sucessão apostólica e não a Igreja católica herdeira do Concílio de Trento de 1546 a 1563. No entanto, John Henry Newman, um homem de uma intensa pesquisa intelectual, descobriu pouco a pouco que a verdadeira Igreja de Deus é a Igreja Católica.

A conversão de Newman, que foi anos mais tarde Cardeal, deu-se por meio da pesquisa de argumentos contra a Igreja, paradoxicalmente.

Em sete anos, de 1833 a 1840, o movimento de Oxford escreveu noventa tratados de teologia, redigidos principalmente por Newman, os quais, com o passar do tempo, se tornaram cada vez mais católicos, e, por isso, obviamente, despertaram toda sorte de críticas.

O tratado número 90, ou Tract 90, foi o decisivo pra Newman e muito outros do movimento de Oxford. Após sua conversão, Newman seguiu uma frutífera carreira intelectual na Igreja Católica.

Se você quer conhecer outras grande conversões ao catolicismo, leia o livro de Joseph Pearce, Convertidos Literários, traduzido e publicado no Brasil pela Editora Danúbio em 2017.

Leave a Comment

Seu e-mail não será publicado.

Assine nossa newsletter!